sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Vacinação - Rede Pública x Particular

Oi gente, tudo bem com vocês?

Vamos falar sobre vacinação!?



Eu sempre fui muito medrosa pra tomar medicação na veia, injeção, tirar sangue e por aí vai, e quando tive a Fernanda (filha1) jurava que não teria mais medo de nada disso...mass isso infelizmente não aconteceu e minha fobia por agulha só aumentou.

Mas como uma boa leonina, sou persistente e sempre que precisava levar a pequena pra vacinar, quem segurava era eu,  firme e forte igual gelatina..RS

Uma vez desmaiei com ela no colo dentro do laboratório e pra melhorar minha calça rasgou no tombo,  podem imaginar a vergonha ?

As vacinas da Fernanda foram dadas na rede pública e a danada foi premiada em ter as reações mais fortes possíveis. Eram dois dias medindo a temperatura, dando antitérmico e banhos ( muitos) pra ver se aliviava um pouco.

Engraçado que na mesma época minha sobrinha tomava a mesma vacina no mesmo lugar e não tinha absolutamente NADA!

Com a chegada da Alice (filha2), pensei muito se daria ou não as vacinas na rede pública, pois a experiência com a Fernanda me deixou traumatizada. Pra piorar, a Alice não se adaptou a tomar banho na banheira ( conto isso no próximo post), o que dificultaria muito caso a temperatura subisse demais e o remédio não desse conta como acontecia com a Fernanda.

Conversei com o pediatra dela e pedi uma explicação sobre a diferença entre as vacinas da rede pública e particular. E a resposta dele foi basicamente essa: as duas protegem o bebê, porém, a da rede pública ė comum ter reações intensas ( em algumas crianças mais, outras menos e em alguns casos nenhum) e a particular por ser mais moderna além de ampliar algumas proteções o número de picadinha ė menor e ė bem mais difícil aparecer alguma reação adversa.

 Pois bem, falou tudo que eu precisava ouvir naquele momento :-D

Com isso optamos por vacinar a Alice no particular pelo menos nessas primeiras que são mais chatinhas... e olha, até agora tem sido tudo muito satisfatório (menos o preço que ė muitooo salgado), nunca tivemos uma "febrinha" sequer ! A não ser pela vacina rotavírus que dá uma cólica danada!

Mas para aquelas mamães que não podem, não querem ou não vêem necessidade de vacinar seus bebês na rede privada, acho importante conversar com o pediatra sobre as vacinas que são extremamente importantes e atualmente não tem disponível na rede pública.

São elas: ( fonte: http://seupediatra.com da Dra. Fernanda Freire )

 * DTP acelular – talvez seja a mais recomendada da rede particular. Essa vacina que protege contra Difteria, Tétano e Coqueluche, está disponível no posto de saúde na forma celular, que tem mais chance de efeitos adversos porém é mais eficaz. Caso a criança tenha apresentado algum efeito adverso a vacina do posto o pediatra irá avaliar se vale a pena fazer a vacina da rede privada.

* Poliomielite Virus inativado – no posto já tem, mas dá apenas aos 2 e 4 meses, aos 6 meses já toma a da gotinha oral (VOP). Na rede particular essa vacina já vem junto com a DTP acelular, que também pode ser associada a do Haemophilus e Hepatite B. Então o benefício seria economizar uma picadinha para o bebê.
* Pneumocócica 13 – No posto já é oferecida a vacina contra pneumococo que protege contra 10 tipos da bactéria, mas na rede privada a proteção é contra 13 tipos.
* Rotavirus – No posto a vacina protege contra apenas um tipo do vírus, e nas redes particulares existe a vacina pentavalente que protege contra 5 tipos desse vírus.
* Meningococo – A vacina da meningococo tipo C é igual no posto e na rede privada, mas depois de um ano de idade a rede privada oferece a vacina que protege contra outros 3 tipos da bactéria a Meningococo ACWY.
* Varicela – o SUS já oferece a vacina, junto com a vacina contra Sarampo, Caxumba e Rubéola aos 15 meses. Na rede privada ela pode ser comprada separadamente, e o pediatra poderia optar por adiantar a dose se houver risco. O SUS oferece apenas uma dose da vacina, e com o tempo irá avaliar se é necessário colocar um reforço no calendário. A Sociedade Brasileira de Imunizações recomenda que seja feita uma dose de reforço."

Abaixo calendário de vacinação ( fonte: Lavoisier):
https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.lavoisier.com.br/images/vacinas/crianca.pdf&ved=0ahUKEwjhy_KDq6DJAhXJPJAKHXd9D0cQFggcMAE&usg=AFQjCNHuHsd-OeveF8Cql7Sw4v4i25ny8A&sig2=oxQSJRPh53Pez1iI_d0X5g

A verdade ė que todas nós mamães sentimos dó dos pequenos, mas ainda bem que existem vacinas super eficientes pra proteger nossas crianças desse tanto de doença ruim que existem nesse mundão nė?
Ė melhor sofrer com a picadinha do que sofrer com problemas muito mais sérios depois. Por isso, ė muito importante manter a carteirinha sempre atualizada!

Um beijo a todas.


3 comentários:

  1. Obrigada por compartilhar todas essas informações e sua experiência! Vc escreve mto bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda! Muito obrigada!! Fico feliz em saber que você gosta dos posts :-D

      Excluir
    2. Oi linda! Muito obrigada!! Fico feliz em saber que você gosta dos posts :-D

      Excluir